CUIDADOS COM A FEBRE MACULOSA

CUIDADOS

É importante que as pessoas tomem alguns cuidados quando estiverem em contato com mato alto e animais de sangue quente como os citados no começo da matéria. Inclusive muitas pessoas que não moram na zona rural adquiriram a febre maculosa por começarem a praticar esportes radicais (trilhas, passeios por cachoeiras, andar de bicicleta) em matas fechadas. Porém isso não impede que se freqüente este tipo de meio, desde que a pessoa use calça e blusas e se acontecer de o carrapato picar, é importante retirá-lo o mais depressa possível, para diminuir o risco de infecção. O transmissor tem que ser retirado por inteiro, o ideal é girá-lo pressionando-o sobre o corpo antes de retirá-lo para não deixar restos da boca do parasita no local da picada, pois essa atitude não evitará a transmissão da bactéria.

Outra precaução essencial é o de não deixar o mato alto, para que o carrapato não alcance as pessoas. Mesmo assim, é necessário sempre que estiver em contato com animais de sangue quente ou em lugares com mato, certifique-se de em intervalos de três horas se não existe nenhum carrapato no seu corpo. (lembrando que não sentimos a picada do carrapato-estrela, outros carrapatos, nós sentimos uma coceira no momento da picada).

 Também é muito importante dar banhos de carrapaticidas nos animais, sejam eles de pequeno como o cachorro ou de grande porte como cavalos e vacas.

Atenção especial para os cachorros: Como os carrapatos também sugam o sangue dos cachorros,muitos deles, em sua maioria domésticos, levam para dentro das casas o carrapato-estrela.



Escrito por Marília às 16h48
[ ] [ envie esta mensagem ]


FEBRE MACULOSA

 

             A febre maculosa é uma doença antiga que ainda se manifesta nos dias de hoje. Cerca de dois anos atrás, três pessoas morreram na cidade de Mauá (Região do Grande ABC) porque foram picadas por um carrapato.

            O carrapato é transmissor de doenças e o homem e os animais são diretamente afetados por ele. No caso da febre maculosa, o carrapato se hospeda no corpo de animais de como cachorros, ovelhas, porcos e cavalos e suga o sangue deles para se alimentar.

             Instalado no corpo destes animais, ele adquire em sua saliva a bactéria responsável pela doença. Após esse estágio, o carrapato fica em locais onde a grama está alta, desta forma, o indivíduo que passa por aquela região é picado.

            Neste momento, o parasita injeta um anestésico que faz com que a pessoa não sinta a presença do carrapato em sua pele. Deste modo, o transmissor suga o sangue do homem durante um período de mais ou menos três horas e injeta a bactéria na corrente sanguínea.

            Mas não só o carrapato transmite a doença, o “miquim”- espécie de carrapato quase que imperceptível  (assim como o girino antecede o desenvolvimento do sapo) também pode picar. O problema é que o carrapato, pode ser retirado com as mãos quando o vemos em nosso corpo, porém, quando somos picados pelo “miquim” só sentiremos uma leve coceira quando este terminar de sugar o sangue e conseqüentemente injetar a bactéria.

            O homem, após receber a picada infectante, leva de 2 a 14 dias (em média 7 dias), para apresentar os primeiros sintomas.

Logo que a enfermidade se manifesta, a pessoa sente forte mal-estar, acompanhado de gripe violenta com uma febre repentina de 39 a 40 graus. Paralelamente, aparecem manchas avermelhadas nos pulsos, tornozelos, palmas das mãos e nas solas dos pés.

            No início, a doença pode ser confundida com uma gripe ou outras doenças febris de pequeno risco. Se não for tratada, a doença evolui para um quadro de infecção generalizada, com complicações pulmonares, vasculares, desidratação, choques, coma e morte. Em casos de alguns desses sintomas, o médico deve ser procurado imediatamente, principalmente para quem vive na área de risco.

Ao consultar um médico, este vai suspeitar de meningite porque não habitarmos em uma região totalmente rural, logo, até ele desconfiar que é febre maculosa pode ser tarde demais.

            Especialistas da área da saúde estão sendo orientados a diagnosticar estes sintomas para poderem medicar os indivíduos que adquiriram a doença através de um antibiótico o mais rápido possível.

 



Escrito por Marília às 16h48
[ ] [ envie esta mensagem ]


Grávidas: Cuidado!

     A rubéola assume extrema gravidade quando contraída por mulheres gestantes, pois atinge seriamente o feto, além de poder causar morte fetal, condicionam anomalias como cegueira, surdez, microcefalia, retardamento mental; além desses defeitos a rubéola também é responsável por danos leves que só serão descobertos anos depois do nascimento da criança.

     A doença só é nociva quando contraída nos três primeiros meses de gravidez. Mesmo nessas circunstâncias, a probabilidade de danos fetais é de aproximadamente 10%. Para evitar danos a gestante deve ser medicada com um antisoro composto por imunoglobulinas, que ainda assim não previne todas as lesões.

     Atualmente, existem duas vacinas anti-rubéola, uma é feita para proteger mulheres sexualmente ativas.

     A outra é para imunizar pessoas na faixa etária em que a incidência da moléstia é maior (14-18 anos).



Escrito por Gabi às 11h14
[ ] [ envie esta mensagem ]


Rubéola

     Atendendo a pedidos, o nosso próximo assunto é rubéola. É uma doença infecciosa caracterizada pelo aparecimento de erupções cutâneas primeiramente no rosto e depois no pescoço e em seguida no resto do corpo.

     A rubéola é contraída pela inalação de um vírus, em meio às partículas viscosas expelidas pela tosse. Ela acontece nos indivíduos entre 14 e 18 anos.

     Após o período de incubação do vírus, que demora de duas a três semanas, aparecem seus primeiros sintomas que são: dores de cabeça e no pescoço, febre, corrimento nasal, tosse e faringite. Esses sintomas são muito parecidos de quando se está com gripe, por isso muitas vezes a rubéola pode passar desapercebida.

     De um a quatro dias depois, surgem as erupções cutâneas. Estas manchas são parecidas com as que caracterizam o sarampo, por isso a doença também é conhecida como sarampo alemão.

     Geralmente acontece o endurecimento dos gânglios linfáticos do pescoço ou de outras regiões ganglionares como nas axilas. Na maior parte dos casos, a enfermidade regride aproximadamente em três dias. “A pessoa que não teve rubéola, não necessariamente vai ter um dia e como os sintomas são muito parecidos com o de uma gripe, a pessoa pode ter tido sem saber.

    Se você quiser saber se realmente teve, você pode fazer o exame de sorologia para rubéola”, explica a enfermeira Silvana Dantonio.



Escrito por Marília às 08h48
[ ] [ envie esta mensagem ]


          Apesar das vantagens das lentes de contato, algumas pessoas apresentam problemas de adaptação: sentem irritação da córnea e suportam o uso das lentes somente por um curto período de tempo.

     Ao serem utilizadas as lentes devem ser banhadas em um líquido desinfetante (recomendado por seu oftalmologista) para que ela volte a ficar flexível e possa ser colocada em outro momento. Depois de removidas, elas devem permanecer guardadas em um líquido apropriado.

     É recomendável não dormir com as lentes, pois dificulta a sua retirada no dia seguinte, podendo causar dor, então, não durma de lentes, preste atenção sempre para não esquecer deste detalhe.



Escrito por Marília às 06h28
[ ] [ envie esta mensagem ]


Quem não gosta de óculos, usa lentes de contato!

     As lentes de contato são feitas de vidro ou plástico para serem aplicadas diretamente sobre a córnea, substituindo os óculos tradicionais que não agradam à todos os gostos.

     A face interna das lentes é feita de modo a se adaptar ao globo ocular. Sua fixação é conseguida por meio do fluido lacrimal. Elas podem ser usadas para a correção dos defeitos visuais comuns, como a miopia e a hipermetropia, mas são especialmente úteis nos defeitos não superáveis por óculos comuns como uma curvatura irregular da córnea.

     São também muito úteis para os casos em que o uso de óculos reduziria o campo visual e em muitas modalidades esportivas, em que se é arriscado levar uma bolada na cara e machucar os olhos por causa do óculos.

Fonte: Grande Enciclopédia Médica.



Escrito por Marília às 06h19
[ ] [ envie esta mensagem ]


     E o leite de consumo?

     O leite se deteriora rapidamente, desta forma, as diferenças de composição podem ocorrer durante a ordenha e/ou tratamento.

     Graças ao controle do leite fornecido pelos produtores e aos testes sistemáticos dos produtos láticos, dificilmente são encontrados defeitos graves no leite de consumo. Porém, mesmo assim, é preciso saber que em embalagem aberta, o leite “azeda” rapidamente.

     O espessamento do leite azedo é devido à floculação das partículas de caseína, produzida pelo ácido lático, o qual deriva da lactose, sob a ação exercida pelas bactérias.

     Sempre bem vindo, um copo de leite puro ou com chocolate ao acordar ou antes de dormir, rico em vitaminas e muito mais gostoso quando acompanhado de bolachas recheadas, bom lanche para ter saúde sempre!



Escrito por Gabi às 20h57
[ ] [ envie esta mensagem ]


A importância do leite materno

     O leite materno é secretado pela glândula mamária e é o alimento mais importante do recém nascido e pode ser usado em crianças já crescidas também.

     Esse leite possui muitas propriedades nutritivas, contendo aminoácidos, gorduras, açúcares, vitaminas e sais minerais. A quantidade diária de leite aconselhável para as crianças mais crescidas é de 0.5 litro entre 4 e 7 anos e de 0,75 litro entre 8 e 12 anos.

     Essas quantidades contém cerca de um terço das proteínas requeridas pela criança, três quartos do cálcio e mais de três quartos das vitaminas. Além disso, o leite contém as vitaminas A e D, e uma certa quantidade de vitamina B.

Fonte: Grande Enciclopédia Médica



Escrito por Marília às 10h11
[ ] [ envie esta mensagem ]


          A insolação propriamente dita acontece quando a cabeça do paciente recebe excessiva quantidade de radiação direta do Sol, provocando o aquecimento do cérebro. Depois de tomar "tanto sol na cabeça", seguem-se então os sintomas: dores de cabeça, tontura, sede, vermelhidão, transpiração abundante, febre, pulso rápido e por fim, repentina queda de temperatura, seguida de estado de inconsciência. Ocorrem também câimbras musculares superficiais, que podem em casos mais graves, matar.

           Por isso o paciente deve ser socorrido imediatamente e levado para um local mais frio com a parte superior de seu corpo despida para receber ar fresco. Compressas frias podem ajudar a reduzir sua temperatura. Nos casos graves, é indicado um banho de água gelada que deve ser suspendo quando a temperatura do corpo cair para 38 graus. Se esta subir, um novo banho frio deve ser tomado.

          Com a volta da consciência o paciente deve ingerir água com um pouco de sal, para suprir a deficiência causada pela expulsão desses produtos através da transpiração. Quando a insolação é grave, a maioria das vítimas morre e as que se recuperam podem ficar com leões cerebrais permanentes.



Escrito por Gabi às 18h08
[ ] [ envie esta mensagem ]


Insolação pode matar.

          Estamos no verão e o Sol ainda está tímido, nós sabemos disso, mas vale a pena falar de insolação, pois é melhor saber o que é, antes de ter uma e se arrepender depois.

          Insolação é um distúrbio no mecanismo no controle da temperatura do corpo, que ocorre freqüentemente em ambientes quentes e úmidos.

          A temperatura do corpo de um ser humano se mantém praticamente constante em torno de 36, 37 graus, independente da temperatura ambiente. O corpo se encarrega de manter nossa temperatura nessa média, mas quando a temperatura externa se aproxima da corpórea torna-se difícil emitir calor do corpo para o meio, uma vez que estas estão em equilíbrio.

          E se além disso, o ar atmosférico estiver saturado de umidade fica mais difícil ainda o desprendimento do calor, desta forma o calor começa a se acumular e a temperatura do corpo se eleva progressivamente, provocando a exaustão térmica.

          Agora você se pergunta: e o que acontece comigo? A Gabriela vai explicar melhor...

Fonte: Grande Enciclopédia Médica.



Escrito por Marília às 12h07
[ ] [ envie esta mensagem ]


          Mas herpes pode causar complicações maiores, como infecções em tecidos mais profundos. Quando superficiais, elas desaparecem espontaneamente no período de duas a três semanas, sem qualquer tratamento específico.

          Não raramente, o vírus do herpes simples pode causar encefalites, temíveis por sua gravidade.

          Vale lembrar que herpes passa com o contato físico, então quando a sua avó brincava que você tinha beijado um sapo ao invés de um príncipe, ela estava certíssima! Não beije quando a herpes aparecer na sua pele e não tenha relações sexuais sem camisinha caso ela tenha aparecido em seus órgãos sexuais.

          De resto não entre em pânico se você tiver herpes, não há como fugir, mas sim tratá-la com produtos adequados recomendados por dermatologistas. Procurar beijar príncipes em vez de sapos também ajuda...



Escrito por Gabi às 10h17
[ ] [ envie esta mensagem ]


Herpes é o beijo do sapo

          Como dizem as avós para as meninas “beijou o sapo e pegou sapinho!”. Sapinho é um termo bem infantil para estas feridas, que tanto incomodam o ego de meninos e meninas quando adolescentes.

          Ela é uma ferida na pele de origem viral caracterizada pela erupção de vesículas transparentes. Esta lesão geralmente se manifesta pelo aparecimento de grupos de pequenas vesículas nos lábios, embora também possam ocorrer no nariz, face, orelhas e genitais.

          Os pontos lesados produzem um líquido que forma uma crosta; algumas vezes esta se desprende. Também podem ocorrer inflamação dos gânglios linfáticos próximos aos pontos afetados; freqüentemente o vírus ataca as mucosas, sem conseqüências patológicas.

 

Fonte: Grande Enciclopédia Médica.



Escrito por Marília às 10h12
[ ] [ envie esta mensagem ]


          Agora que você sabe o que é uma fratura, é interessante saber o que se sente e o que se deve fazer. Além da dor e do inchaço surgidos nas regiões afetadas, os principais sintomas de fratura simples são a imobilidade total ou redução da mobilidade do osso fraturado.

          Recuperação: A quebra de um osso desencadeia uma série de processos orgânicos, que acabam restabelecendo espontaneamente o tecido ósseo fraturado. Os vasos sanguíneos mais próximos são geralmente rompidos e sangram até que se formem coágulos que vedam os pontos lesados. O osso passa a liberar cálcio no líquido que envolve as extremidades fraturadas e entre elas começa a se formar um tecido conjuntivo novo, rico em celular e vasos sanguíneos, denominado tecido de granulação, que nada mais é do que uma espécie de reparo provisório.Este reparo vai formar um anel espesso que gradativamente soldará as extremidades ósseas até que o osso se recupere por completo.

          A consolidação pode se retardar devido a distúrbios metabólicos ou moléstias nervosas, mas se você não tiver estes problemas a recuperação óssea será rápida (o tempo varia de acordo com a idade da pessoa, quanto mais velho, mais lento o processo).



Escrito por Gabi às 12h23
[ ] [ envie esta mensagem ]


Fratura: você ainda vai ter uma

          Fraturas... todo mundo já teve quando criança, se não ainda teve esta experiência com certeza um dia vai ter depois de um tombo, escorregão ou mal jeito.

          As fraturas são rupturas ou simples rachaduras de qualquer osso no nosso corpo. A partir de suas causas, as fraturas são classificadas como espontâneas ou traumáticas.

          As espontâneas são resultado do enfraquecimento do tecido ósseo por alguma enfermidade, com um tumor, por exemplo. As traumáticas são classificadas como fraturas por flexão, quando a elasticidade do osso é superada por um movimento; por pressão, quando o osso é comprimido por uma força excessiva; por tração, quando uma porção do tecido é rompida em virtude de uma ação muscular intensa e por torção, quando a fratura deriva de uma rotação anormal do osso em torno de um ponto fixo.

          Essas rupturas ósseas também podem ser classificadas como simples ou expostas. Nestas, uma ou mais pontas dos ossos perfuram a pele, podendo causar infecções.

 

Fonte: Grande Enciclopédia Médica.



Escrito por Marília às 10h17
[ ] [ envie esta mensagem ]


         

         Continuando a matéria sobre faringite, é preciso saber que as amídalas tornam-se avermelhadas e chegam a apresentar pontos amarelos esbranquiçados, formados pelo acúmulo de pus.

          A situação se agrava quando há a formação de um abscesso e a infecção tende a se alastrar através da trompa de Eustáquio, podendo dar origem a doenças infecciosas mais sérias. Um tratamento adequado e feito a tempo evita que a doença atinja proporções mais graves.

          Casos de infecções crônicas da faringe são freqüentes em fumantes ou em indivíduos que respiram ar poluído. Seu sintoma mais freqüente é a tosse matinal, seguida da expectoração de uma mucosidade espessa, que se acumula durante a noite na faringe. Embora a doença não seja séria, a faringite crônica deve ser tratada, para evitar complicações.

          Quando causada por fumo, o paciente deve abandonar este hábito.



Escrito por Marília às 09h20
[ ] [ envie esta mensagem ]


Nosso próximo assunto...

          A faringite é uma infecção da garganta, que compromete os tecidos da faringe. A garganta é uma das portas de entrada de microorganismos patogênicos no corpo; por esse motivo a faringe está sempre sujeita à inflamações.

          Estas infecções não são graves, apesar de em certos casos fazerem parte do quadro clínico de doenças mais sérias como a difteria e outras moléstias infecciosas. Além disso, podem originar focos infecciosos que, em determinadas circunstâncias, chegam a contaminar outras regiões do organismo.

          A faringite aparece com uma irritação da garganta, acompanhada de dor, em certos casos, provoca fadiga, dor de cabeça, surdez e febre alta. Quando infectada a faringe adquire uma coloração roxo-avermelhada, a mucosa da boca incha e freqüentemente, a área afetada fica coberta por uma camada de mucosidade.

          Acompanhe na próxima matéria mais algumas curiosidades sobre a doença!



Escrito por Marília às 09h16
[ ] [ envie esta mensagem ]


Você também tem um blog diferente? Mostre para a gente!



Escrito por Gabi às 14h12
[ ] [ envie esta mensagem ]


          A dengue é uma doença infecciosa tropical transmitida através da picada do mosquito Aedes aegypti. O período de incubação da doença no organismo é de 4 a 15 dias e os primeiros sintomas são febre alta (39,40 graus), cefaléia, dores articulares e musculares.

          “As dores nas articulações e músculos são tão fortes que o indivíduo não consegue andar nem ser tocado”, esclarece a enfermeira Silvana Dantonio.

          No segundo ou terceiro dia após a manifestação dos primeiros sintomas, ocorre uma queda de temperatura, que dura aproximadamente 24 horas e é acompanhada por uma sensação de relativo bem-estar. A temperatura eleva-se a 38 e até a 39 graus, até que no quinto ou sexto dia, a febre praticamente desaparece.

          Por volta do quarto dia, ocorrem feridas nas pernas e braços. “Essas erupções muitas vezes se expandem por toda superfície cutânea”, completa Silvana. As plantas dos pés e as palmas das mãos em geral se cobrem de bolhas, que às vezes assumem uma coloração avermelhada.

          Doze dias após a primeira manifestação da doença, ocorre descamação da pele e conseqüente desaparecimento das bolhas e manchas da pele. O vírus da dengue não responde a nenhum antibiótico conhecido e por essa razão, não existe um tratamento específico para a doença. Ela, contudo, não é mortal: o simples controle dos seus sintomas auxilia na cura.

          Ao doente é aconselhado repouso e o uso de remédios recomendados pelos médicos para amenizar as dores. Ainda que as dores persistam por algum tempo, a doença acaba por ser erradicada do organismo.

          E para aqueles que ainda não cansaram de assistir na televisão os cuidados básicos contra a dengue, vale lembrar que o mosquito deposita seus ovos em água parada e a proliferação dos mesmos auxilia na propagação da doença, portanto, não acumule água parada em vasos, pneus ou qualquer objeto com cavidades propicias ao depósito prolongado de água.

Curiosidade: O mosquito da dengue é muito comum nas Caraíbas, Ilhas do Pacífico Sul, Havaí e Tailândia e já provocou epidemias na África oriental. Também não se conhecem quaisquer meios de imunizar as populações contra a dengue, por essa razão a única forma de prevenir os surtos epidêmicos continua sendo o extermínio dos mosquitos transmissores.
(Fonte: Grande Enciclopédia Médica, volume II. Abril Cultural. 1973



Escrito por Marília às 15h06
[ ] [ envie esta mensagem ]


          Ultimamente a Dengue está sempre em pauta nas campanhas de saúde feitas pelo Brasil.

          É uma doença que, como todos sabem, é transmitida pelo mosquito:

 

Aedes Aegypti.
20/11: Dia 'D' combate à Dengue!

          A doença foi erradicada, porém, nos últimos tempos parece voltar com velocidade, principalmente após a década de 70. Acredita-se que a mudança da urbanização seja uma das causas da facilidade de proliferação da Dengue, outro fato apontado é a falha da vigilância epidemiológica.

          A Dengue tem sido muito observada nas áreas entre o Sul dos EUA e o Uruguai.O Brasil vem sendo apresentado como um dos principais focos da doença e é por isso que devemos preveni-la.

          O armazenamento das águas da chuva em vasos, pneus etc têm sito fatores importantes na propagação da Dengue. Conscientizar é preciso, e a falta de informação não é desculpa.

          Acompanhe na próxima matéria detalhes sobre a doença. 



Escrito por Gabi às 01h26
[ ] [ envie esta mensagem ]


          A catapora pode ser percebida com o aparecimento de pequenas bolhas de água, que são chamadas de vesículas e que surgem principalmente no peito, nas costas e na face.

          Segundo a enfermeira Silvana Dantonio, a catapora ou varicela (nome científico) é uma doença causada por um vírus e é transmitida pelas vias aéreas superiores, de pessoa para pessoa e atinge principalmente as crianças, mas nelas a doença é benigna, enquanto que nos adultos a catapora pode ter uma manifestação mais grave, podendo causar uma complicação respiratória como uma pneumonia.

          "O tempo em que a doença fica no organismo até se manifestar é de 14 a 16 dias aproximadamente”, afima Silvana.

          Para combatê-la não existe remédio, o que existe é o tratamento dos sintomas. No caso de febre é recomendável o uso de anti-térmicos.Lembrando que você deve consultar seu médico antes de tomar qualquer medicação.

          “Em caso de coceira deve-se cortar as unhas das crianças para que elas não se machuquem tanto ao se coçarem. Deve-se instruí-las para não coçar as feridas de maneira alguma, pois pode ocorrer a formação de crostas e conseqüentemente cicatrizes na pele”, completa a enfermeira.

          Nas crianças pode ser usado talco mentolado para aliviar as coceiras. E tanto crianças como adultos devem ficar em repouso, porque a doença é altamente contagiosa em ambientes fechados, como escolas e ambientes de trabalho.

          “Já existe vacina contra catapora, mas não está disponível na rede pública, somente na rede privada. E a eficácia da vacina é em torno de 90%, o que significa que a pessoa vacinada não está 100% protegida”, salienta Silvana, que trabalha em um posto de saúde em Santo André.



Escrito por Marília às 12h25
[ ] [ envie esta mensagem ]


          Eu já tive! Você já teve catapora?

          Assim como muitas doenças, a catapora é causada por um vírus. A virose, também conhecida como varicela, geralmente é contraída pelo contato com outra pessoa com a doença.

          Na maior parte dos casos a catapora se manifesta nas crianças, principalmente porque estas não tomaram vacina contra varicela, mas os adultos também podem contraí-la caso não tenham se vacinado. No caso de um adulto ser contaminado pelo vírus, o caso é mais grave (procure um infectologista).

          Mas... Quais são os sintomas da doença? Aparecimento de ‘bolinhas’ vermelhas pelo corpo (podendo tornar-se bolhas d’agua de parede fina e depois feridas abertas e ainda converterem-se em crostas secas e mais escuras).

          Enquanto os ferimentos não estiverem cicatrizados a doença ainda é considerada contagiosa. Na maior parte dos casos as feridas demoram 6 ou 7 dias para cicatrizarem e no caso das bolhas, entre 4 e 5 dias. Confira na próxima matéria como perceber a doença e o que fazer para combater a coceira e febre causada pela catapora!



Escrito por Gabi às 19h01
[ ] [ envie esta mensagem ]


          Para tratar acnes é preciso ter paciência porque o tratamento é demorado e requer cuidados diários. É imprescindível procurar um dermatologista, porque o tratamento varia de pele para pele, porque existem peles mais oleosas, do que outras. A oleosidade contribui para o aparecimento de acnes.

          É normal na adolescência ter que aprender a lidar com essas marcar avermelhadas no rosto. Por ser um período de ebulição hormonal, há o surgimento de espinhas facilmente.

          Não se deve em hipótese alguma coçar as acnes para não formar cicatrizes. Mesmo fazendo um tratamento adequado, limpando o rosto diariamente com produtos adstringentes, as espinhas desaparecem por completo após uma certa fase; visto que o aparecimento de espinhas acontece em certa idade, quando nossos hormônios estão mais "calmos".

          Alimentos ricos em gorduras, como frituras, chocolates e amendoim são inimigos em potencial, portanto, evite-os.

          Fórmulas caseiras não costumam resolver o problema das acnes, podem amenizá-las, mas não são indicadas para o tratamento.

          E lembre-se, para usar cosméticos ou fazer tratamentos estéticos converse sempre com seu médico. E não se desespere, quando você menos esperar a acne desaparece, mas é necessário se cuidar para evitar estragos na pele, pois em certos graus de acne a probabilidade de ficar com a pele marcada é grande.



Escrito por Marília às 09h52
[ ] [ envie esta mensagem ]


Nosso próximo assunto...

O assunto não poderia ser mais corriqueiro, desta vez falaremos sobre cravos, espinhas e semelhantes: a doença chamada acne que assombra os adolescentes.

          A acne possui uma predisposição genética e os hormônios sexuais que são os responsáveis pela sua manifestação. É por esse motivo que na puberdade as lesões começam a aparecer, pois neste período que os hormônios começam a ser produzidos pelo organismo (embora não apareça apenas nesta idade).

          As espinhas e cravos aparecem pelo aumento da secreção sebácea e pela obstrução da abertura do folículo pilo sebáceo, o que acarreta os cravos pretos e brancos e a inflamação destes forma as famosas espinhas.

          Existem quatro graus de acne. O primeiro é apenas a formação dos cravos; o segundo possui inflamações com pus; o terceiro é marcado por lesões maiores e mais profundas e finalmente o quarto é caracterizado por espinhas pequenas, porém com grandes lesões capazes até de deformar o rosto.

          A 'acne solar' também é muito encontrada na pele das pessoas (geralmente em tempos de verão). Esta outra acne é em geral pequenas “bolinhas” duras que assemelham-se a cravos brancos. Acompanhe na próxima matéria como acontece o tratamento da acne.



Escrito por Gabi às 22h31
[ ] [ envie esta mensagem ]


          Uma pesquisa realizada pelo ibope em 2002, disse que as drogas são uma das preocupações centrais da população.

          O álcool é uma das drogas mais usadas no país. Ele é um dos principais responsáveis pela violência doméstica e pelos acidentes de trânsito. Embora não seja proibido, o álcool é uma droga que causa dependência.

          Segundo a Organização Mundial de Saúde, o alcoolismo atinge entre 10 e 15% da população do planeta. Uma das instituições mais famosas do Brasil que visa combater este vício é os Alcoólicos Anônimos.

          No Brasil são cerca de 6 mil grupos desta irmandade. Destes, 200 estão na Grande São Paulo. Eles realizam reuniões e palestras em espaços cedidos em prédios públicos e igrejas.

          Félix P. é um dos membros do A.A., antes de entrar para o grupo tinha uma vida diferente. “O alcoólatra não procura ajuda, ele acha que pode parar sozinho. Sempre que falavam que eu era alcoólatra, logo respondia que não era, pois trabalhava e tinha meu dinheiro”, conta. Ele diz que estava entrando numa morte prematura, quase bateu na mulher e mesmo assim não assumia o alcoolismo.

          Como muitos membros do A.A., ele trabalha no plantão telefônico para o grupo. “O que recebi de graça, dou de graça”.

          Para o coordenador do curso de psicologia da Universidade de Santo Amaro (Unisa) Rodolfo Argueles, o trabalho dos Alcoólicos Anônimos é muito interessante, pois é um dos que mais dá resultado. “É preciso haver uma preocupação com o álcool principalmente porque em geral o uso das outras drogas deriva do álcool”, ele explica.

          O psicólogo informa que o álcool é um depressor e depois de algumas doses o individuo se sente mais livre, perde a noção da realidade, a visão e parte do controle muscular. Na maioria dos casos de alcoólatras é a família que procura o psicólogo.

          Argueles ensina que o alcoólatra tem que arcar com as conseqüências, no caso de jovens que batem o carro, por exemplo, o pai não deve arrumá-lo e nem dar dinheiro.

          Vale a pena lembrar que o alcoolismo é considerado uma doença e dá direito ao auxílio-doença. Para obter informações e entrar em contato com os Alcoólicos Anônimos o telefone é o 3315-9333. O atendimento é 24h. O site é o www.alcoolicosanonimos.org.br



Escrito por Gabi às 10h53
[ ] [ envie esta mensagem ]


Nosso próximo assunto...

          O alcoolismo é relacionado ao consumo excessivo e prolongado do álcool. É também entendido como o vício de ingestão exagerada e regular de bebidas alcoólicas. Dentro do alcoolismo temos a dependência, a abstinência, o abuso (uso excessivo, porém não continuado), intoxicação (a chamada embriaguez).

          A ocorrência destes fatores resultam em perdas restritas de memória, alucinações, distúrbios de ansiedade, sexuais, de sono, entre outros fatores. O alcoolismo em maior precisão desencadeia mais de um distúrbio.

          No começo o indivíduo procura a bebida, pelo prazer que ela proporciona, depois de um tempo quando este prazer não é mais alcançado, ela não consegue parar porque surgem os sintomas desagradáveis da abstinência e para evitá-los a pessoa mantém o uso do álcool.

          Beber com os amigos, se divertir, até certo ponto é prazeroso, mas é preciso ter limites, pois a partir do momento que você não escolhe se realmente quer beber ou não você está doente e precisa ser tratado.

          Fique atento, você bebe quando dá vontade ou quando a bebida te incomoda a ponto de te deixar irritado por não ter álcool por perto? O alcoolismo é uma doença que deve ser tratada e o melhor remédio é saber beber, beber com responsabilidade, beber o necessário e não o exagerado.



Escrito por Marília às 10h50
[ ] [ envie esta mensagem ]


          Desta vez falaremos sobre tatuagens. A tatuagem é uma espécie de ferida na pele, porque ela é feita com uma máquina cuja agulha perfura até a segunda camada da pele (ao todo são três) e a colocação da tinta nesta região faz com que ela não saia nunca mais. O processo de cicatrização varia de pessoa para pessoa, visto que os tipos de pele são variados.

          Um detalhe importante a se ressaltar: qualquer pessoa, independente da cor de pele pode ter tendência ou não à formação de quelóide (má cicatrização de uma lesão ocasionada na pele). Se sua pele tiver disposição à quelóide (consulte seu médico e veja depoimento abaixo) as chances de sua tattoo ficar deformada são grandes.

          Feita a tattoo, enquanto ela não cicatrizar: não se pode passar sabonete diretamente nela, deve-se usar apenas água corrente, não se pode entrar na piscina, pois a tatuagem pode borrar e não se pode tomar Sol, porque mesmo depois de cicatrizada é recomendável o uso de protetor solar para que ela não desbote facilmente.

          Não se deve coçar, muito menos ficar colocando a mão. Sabendo que a tattoo não sairá mais, é importante ter certeza do desenho, mas por via das dúvidas faça-a de na cor preta, pois os tons coloridos são difíceis de serem removidos a laser (o método mais seguro de se retirá-la, pois na maioria dos casos, a retirada feita por cirurgia plástica deforma mais).

 

 

 

 

Tatuagem de Lisis Thomé



Escrito por Marília às 12h56
[ ] [ envie esta mensagem ]


Nosso próximo assunto...

          A.N.,19 anos, tem sua tatuagem há um pouco mais de um ano e conta sua expêriencia...

          “Fiz minha tattoo no começo do ano passado e gostaria de contar como foi minha experiência. Antes de procurar um estúdio de tatuagem, eu me consultei com uma dermatologista para saber se minha pele tinha pré-disposição à formação de quelóide. Ela me alertou que não, que a cicatrização de meus machucados eram boas, mas que mesmo assim não haveria 100% de certeza e que, como profissional da área da saúde ela não recomendaria, mas que se eu realmente fosse fazer, para que eu procurasse um lugar com agulhas descartáveis e boa higiene.

          O uso de agulhas compartilhadas pode transmitir o vírus da AIDS e Hepatite C.

          O desenho eu já sabia desde meus 15 anos, fiz a tattoo com 19, e acredito na importância de um signficado para ela, porque se algum dia você não gostar mais do desenho, se ele significar algo pra você já vale muito mais. Minha tattoo é uma homenagem a uma pessoa da minha família que faleceu e eu tenho sempre boas recordações quando olho pra ela.

          Outro detalhe importante é fazer em um lugar que você não veja muito e que não seja muito visível às outras pessoas, porque infelizmente ainda existe muito preconceito e você pode deixar de conseguir um emprego por ter uma tatuagem.

          Fiz a tattoo em um estúdio recomendado por amigos, conversei muito com o tatuador que seguiu todos os procedimentos como uso de agulha descartável, máscara e completa assepsia do local.

          Feito o desenho, a região ficou avermelhada, sangrou um pouco, afinal é como se fosse uma ferida aberta na pele. Ardia e coçava muito e de maneira alguma eu podia colocar a mão. Voltei para casa com uma atadura em cima e durante uma semana só podia deixar água corrente, não podia passar sabonete na região. Também não pude tomar Sol durante um mês, muito menos ir à piscina. Passado um mês, com os devidos cuidados eu comecei a passar protetor solar quando saía na rua e adquiri este hábito até os dias de hoje, para retardar o desbotamento da tattoo, visto que foi me alertado que dependendo do cuidado que eu tivesse eu só teria que retocá-la daqui muitos anos mesmo.

          Depois de feita ela fica com uma cor bem brilhante, quando cicatriza ela incorpora um pouco do seu tom de pele e fica opaca, mas é normal. Adoro minha tattoo, não me arrependo do que fiz e tenho vontade de fazer outras!”



Escrito por Gabi às 09h36
[ ] [ envie esta mensagem ]


     Passar mal por ter se alimentado mal, tanto exageradamente como de forma inadequada acaba com o dia de qualquer um, imagine então estragar o tão sonhado final de semana.

          Para que isso não aconteça o “Dicas de saúde” está aqui para dar uma luz pra você, que cai na noite e não tem hora certa para voltar para casa.

          “Comida pesada demora muito mais tempo para fazer digestão”, alerta a enfermeira Silvana Dantonio. Isso significa que, nem sempre fazer um pit-stop em alguma lanchonete fast-food, seja a melhor opção para matar a fome de madrugada antes ou depois de cair na balada.

          Silvana explica que o estômago tem que trabalhar muito mais para liberar mais suco gástrico do que o normal. Ela diz que os sintomas mais prováveis à esta reação química que ocorre dentro de nosso organismo, é a sensação de sonolência, mal-estar e estômago pesado.

          “O estômago estranha quando não está acostumado a determinados tipos de alimentos em certos horários, como a madrugada”, completa.

          A enfermeira reforça que quem sai para dançar, por exemplo, precisa ingerir carboidratos para assim liberar mais amido e ter mais energia. Hidratação também é muito importante para a pele, para liberar toxinas e evitar desconfortos abdominais.



Escrito por Gabi às 15h07
[ ] [ envie esta mensagem ]


Nosso próximo assunto...

          O assunto desta semana é como ter um bom final de semana através de uma boa alimentação e cuidados básicos.

          O tema abrange os jovens que se alimentam mal e vão "para o agito", tanto nos parques de diversões como nas "baladas".

          Cair na noite não é só colocar uma roupa legal, é também saber se alimentar muito bem para não passar mal e estragar a diversão.

          Procure não ingerir alimentos muito pesados de madrugada (como fast-foods), pois o metabolismo é mais lento e a sua digestão pode comprometer sua disposição.

          Tomar muito líquido (não-alcoólico) também é recomendável. Evite ambientes abafados e roupas que inibem a transpiração como tecidos sintéticos e couro. Mantenha-se hidratado com muita água e tente se alimentar com algo leve, e, se sentir fome, coma um lanche com frios. Evite comidas gordurosas e refeições, como restos de pizza, sobras do almoço e do jantar.

          Já dizia o ditado "estômago vazio não para em pé", se você quer curtir e não quer correr o risco de desmaiar, por não ter se alimentado ou não quer se se sentir com o estômago pesado por ter comido em excesso, previna-se! Não precisa fazer dieta, nem ter uma tabela na carteira, é so saber se alimentar!

          Você não passa fome e não passa mal!



Escrito por Gabi às 09h36
[ ] [ envie esta mensagem ]


          Como foi dito no post anterior, o assunto agora é o perigo do Sol.

          A oncologista Drª Sonia Lima afirma que o Sol provoca manchas na pele que com o tempo podem evoluir para lesões malignas. “Os três tipos de câncer de pele são carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e o melanoma”, diz a médica.

          Segundo a especialista, as pessoas de olho e pele clara são mais sensíveis ao Sol e, portanto a esses tumores.

          "As pessoas que notarem manchas, feridas ou caroços devem procurar um médico. O tratamento é cirúrgico e quando diagnosticado cedo são curáveis com cirurgia”, diz Sônia.

Saiba mais:

O carcinoma basocelular é o menos maligno. O crescimento é mais lento e geralmente se localiza na parte do meio do rosto, com menos freqüência na testa. Já o espinocelular é mais encontrado na testa e nas pernas e tronco do corpo. Os melanomas são manchas escuras azuladas, pretas ou vermelhas.

Informe-se: http://www.archer.med.br/sbdccp99.htm



Escrito por Gabi às 12h29
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]
 

Perfil

Gabriela Petkovic, 20 anos
Marília Endriukaits, 20 anos




Histórico
15/05/2005 a 21/05/2005
28/11/2004 a 04/12/2004
21/11/2004 a 27/11/2004
14/11/2004 a 20/11/2004
07/11/2004 a 13/11/2004
31/10/2004 a 06/11/2004
24/10/2004 a 30/10/2004
17/10/2004 a 23/10/2004






Assunto de interesse
Alimentação
Doenças em geral
Exercícios
Idade avançada
Outras opções



Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 Ministério da Saúde
 Saude.com.br
 Revista Saúde
 Erros da Imprensa
 Estudante de jornalismo
 Cinema
 Cinema 2
 Atualidades
 Motor Blog
 Estadão
 Google
 Blog pessoal: Henry